Publicado em 14/04/17

Irã, a antiga Pérsia

flag

O país Irã que conhecemos hoje, em território é uma parca fração do poderoso império persa do tempo dos aquemênidas. Sua região sempre fez parte das grandes rotas de mercadores do mundo, entre elas a rota da seda. Explorar o Irã ainda hoje é uma ótima forma de explorar novos sabores e aromas.

O país é um destino pouco explorado pelos brasileiros e desconhecido de maneira geral, por  grande parte da população ocidental.  Esse imenso degrau começou a surgir com a instalação  da República Islâmica do Irã em 1979, que instaurou uma teocracia vigente até os dias de hoje. A revolução, afastou o Ocidente da antiga Pérsia e desde lá somos invadidos por noticias que reforçam o comportamento de pessoas que, quando você comunica que resolveu ir para o Irã, vão lhe indagar se é seguro ou se há perigo de bombas. Um absurdo, um preconceito e falta de informação.

map_of_iran1

O que você vai fazer no Irã?

Muita gente me pergunta? O que tem para fazer por lá? É seguro, não tem medo?  Segue uma pequena lista de itens que me fizeram escolher este destino inusitado para o brasileiro.

  • O Irão é a antiga Pérsia, só este item já seria motivo para ir;
  • A culinária persa é uma das mais requintadas do mundo. Possui mais de 3 mil anos de história.
  • Irã é a terra do chá, desfrutar de suas teahouses é obrigatório
  • Pessoas, todos, absolutamente todos os guias e documentários concordam que o povo iraniano surpreende a todos os estrangeiros pelo acolhimento e carinho. É muito comum ser convidado por uma família iraniana para desfrutar de uma refeição em conjunto.
  • Trata-se de um dos países mais seguros do mundo.
  • Irã é o país de Ciro, Dario, Xerxes ícones da poderosa dinastia Aquemênida que dominou boa parte do mundo conhecido durante séculos;
  • Irã durante a idade média teve em Isfahan o berço do saber e do conhecimento. Suas universidades abrigaram obras de sábios como Ibn Sina, conhecido na Europa como Avicenna feitor de um dos maiores tratados de medicina da história. Parte de sua história é contada no clássico livro de Noah Gordon chamado The Physician e porcamente traduzido como O Físico.
  • A história bíblica de Noé se passa na região, é provável que tenha sido o local onde Noé fez sua residência após o dilúvio;

Alguns números que traduzem o Irã

Se por um lado números não traduzem o que significa um país, uma cultura ou um povo, por outro lado eles podem nos dar uma ideia um pouco mais clara de onde estamos falando. Vamos a interessantes fatos:

  • A república islâmica do Irã possui um pouco mais de 77 milhões de habitantes, contra 75 milhões da vizinha Turquia e 200 milhões da Terra Brasilis;
  • 99,4% da população iraniana é de tradição cultural muçulmana[1];
  • A taxa de analfabetismo, na faixa entre 10 e 49 anos, é de apenas 7%, no Brasil é de 8% segundo o ibge (população acima de 10 anos);
  • 55% da população tem menos de 30 anos;
  • 69° posição no IDH (índice de desenvolvimento humano, Brasil está no 75° lugar. Segundo site do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento);
  • 17° lugar no ranking mundial em produção científica em 2012;
  • São 56 milhões de usuários de internet ou seja 70% da população, o Brasil tem 68% dos com 140 milhões de usuários. Segundo Internet World Stats;
  • 10% das reservas mundiais de petróleo estão no Irã;
  • Devido as sanções econômicas internacionais o Irã está na 145° posição do ranking de 184 países em índice de desenvolvimento humano;

A proposta de comparar os dados iranianos com as referências brasileiras, tem como objetivo de ilustrar as dificuldades que o Brasil enfrenta. Por muitas vezes recebi perguntas de tom pejorativo sobre o destino de viagem que havia escolhido. A impressão que tive e ainda tenho e de que como brasileiros não percebemos vários dos pontos que precisamos melhorar.  Não tenho dúvida que o Brasil é um dos melhores países para se viver, mas percebo que temos dificuldade em perceber o que somos e quais dificuldades devemos enfrentar.

[1] Samy Adghirni no ótimo Os Iranianos da editora contexto.

Meu Roteiro (maio/junho)

25 – Shiraz
26- Shiraz
27 – Persepolis – Pasargada
28- Shiraz -Isfahan
29-Isfahan
30- Isfahan
31-Isfahan – Varzaneh
1- Varzaneh
2-Varzaneh-Abhyaneh
3- Abhyaneh – Kashan
4- Kashan
5- Kashan – Tehrã
6-Tehrã
7- Tehrã
8-Tehrã -Partiu

Sites importantes

Não é simples encontrar informações para o Irã, inclusive não há guias em português (abril 2017) disponíveis. A opção é comprar, um lonely Planet básico, na Europa ou Estados Unidos.  Segue então os principais sites que garimpei.

Sugestões para onde comer e comprar especiarias

Em quase todas as cidades iranianas que tradicionalmente recebem turistas, há muitas opções para se comer bem e comprar condimentos; O padrão é um centro histórico onde se encontram as mesquitas principais, praça, o bazar e as lojas.

Tehran

A capital iraniana é o lugar onde mais se encontra opções para comer bem. Como boa parte do território iraniano é desertico, em geral, quase todas as pessoas que conheci são fascinadas por locais onde se tem muita natureza. Em Tehran não tem como não visitar as regiões ao pé da montanha, ao norte da cidade, que são Derband e Darakeh. Continue lendo o artigo completo…

Kashan

É daqueles destinos que em geral o viajante apenas passe por ele, afinal a cidade é ponto de passagem para quem vem ou vai para Tehran, mas recomendo que você gaste alguns dias por lá… Continue lendo o artigo completo…

Isfahan/Esfahan

Isfahan é daqueles destinos do sonho de qualquer amante de história. A cidade localizada no centro do páis já teve seus dias de glória durante dois distintos momentos históricos, o primeiro no século XI quando a dinastia seljúcidas fez da cidade sua capital e  viu florescer grandiosos construções arquitetônicas, entre mesquitas, medersas e muralhas. Continue lendo o artigo completo…

Para saber mais leia os artigos

Irã, a rota da Seda;
Irã, terra dos arianos;
Ciro –  o Grande, um dos líderes mais incontestáveis da história;
Sugestões de filmes e documentários para você ler e ver antes de ir para o Irã;
Um dos vídeos mais interessantes sobre o Irã;
Como tirar o visto iraniano
Onde comer e comprar especiarias em Isfahan
Onde comer e comprar  especiarias em Kashan
Sugestões de onde comer e comprar especiarias em Tehran

Páginas de Mara Carneiro -insightsandthoughts.com.br

Irã, o Império Persa
O oásis de Abyaneh
Varzaneh, cidade do deserto e destinos tradicionais
Isfahan, praças, pontes e picnics

 

Por André Mafra

 

 

CATEGORIAS:
TAGS:

1 pensamento em “Irã, a antiga Pérsia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autor
Prof. André Mafra

Andre Mafra

  Estudioso da área de culinária desde 2010, dedica-se a pesquisar e estudar sobre alimentação e especiarias. Realizou viagens aos… Continue lendo.

Instagram

Tópicos recentes

Comentários

Arquivos

Meta

Páginas