Publicado em 01/07/18

Sitio arqueológico dos antigos Banpos, tribo matriarcal nas proximidades de Xi´an, China.

img_20180528_235607526

Desde a década de 50 do século passado que uma grande descoberta arqueológica marcou os estudos dos especialistas chineses. Trata-se da aldeia dos Banpos, um civilização que remonta o neolítico, que chegaria facilmente a 6 mil anos de história. Os sítio de mais de 50 mil metros quadrados abrigam resquícios de construções de mais de 40 casas, 200 tumbas, 6 fornos comunitários, valas, poços entre outros locais dos quais 1 seria um templo e pela presença de um pilar de pedra polida, em formato oval, que remontaria a ícones fálicos.

img_20180528_233543394_hdr
Entrada do Complexo arquológico dos Banpos, foto do autor

Os Banpos estavam ocupando a região do leste da atual Xi´an, uma das cidades mais importante das história chinesa e mundialmente conhecida pelo descoberta dos guerreiros de terracota que guardavam a tumba do todo poderoso e primeiro grande unificador de grande parte do território chinês antigo: Qin Shin Huang.

Diferentemente do exército de tradição patriarcal dos Qins, os Banpos são de tradição matrilineal, ou seja, formavam uma civilização matriarcal cuja as tradições e costumes ainda são um mistério para os estudiosos já que os banpos não deixaram registros escritos.

As evidências arqueológicas que os caracterizam como matriarcais são:

  • Presença de sepultamentos em pequenos grupos da mesma família, dos quais alguns do mesmo sexo, que indicariam o vínculo familiar acendendo sobre o matrimônio que provavelmente não existiria como temos nos nosso parâmetros;
  • Tumba de uma jovem garota ornada e decorada com potes e ornamentos de uma tumba de adultos;
  • A não descoberta de tumbas de alta hierarquia, distintas dos sepulcros comuns;

 

img_20180529_002636546

A visita ao sítio arqueológico dos banpos é bastante satisfatória e demonstra o crescente interesse do governo chinês em explicitar a diversidade histórica e cultural que compõem a complexidade da tradição do território chinês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autor
Prof. André Mafra

Andre Mafra

  Estudioso da área de culinária desde 2010, dedica-se a pesquisar e estudar sobre alimentação e especiarias. Realizou viagens aos… Continue lendo.

Instagram

Tópicos recentes

Comentários

Arquivos

Meta

Páginas